Depoimentos

Um dia desses estava vindo trabalhar e pensando no comentário que o Itamar deixou aqui no blog. Resolvi então, criar aqui no blog um lugar para as pessoas, que de alguma forma já tiveram alguma relação com Porto União ou União da Vitória, deixassem um comentário sobre o que viveram aqui. 

Lembrete: não precisa ser como o comentário do Itamar, pois ele de longe ganhou o título de maior comentário do blog!

Para estrear essa página de depoimentos vou começar contando como vim parar aqui nesse lugar que acabou tornando-se meu lar e que tanto adoro.  


Nunca é demais lembrar que, todo comentário estará sujeito à política de comentários do blog.



25 comentários:

Dinarte Guedes disse...

Inaugurando essa página então... Depois de várias transferências que o meu pai teve dentro da Rede Ferroviária, acabou sendo designado a assumir aqui no Porto, como era chamado esse lugar pelo pessoal de Mafra, o cargo de Técnico em Segurança do Trabalho. Lembro que chorei, briguei, fiquei cabisbaixo. Não queria vir para cá de jeito nenhum... Não por causa da cidade, mas por já ter mudado de escola tantas vezes, e de toda vez ter que tentar me enturmar de novo. Acabou que eu fiquei e minha família veio de mudança para cá no final de 1989, minha mãe estava grávida da minha irmã caçula, Dinara. Hoje pensando parece loucura, mas eu acabei ficando em Mafra na casa de uma vizinha, Silmara (que na verdade é mais da família do que muitos parentes que tenho) para terminar o ano letivo. Vinha para cá quase todo final de semana, depois de alguns meses já conhecia cada curva da estrada, cada solavanco, cada placa de Coca-Cola da estrada... Em 1990 acabei vindo definitivamente. Aqui me enturmei, amadureci, me apaixonei (primeiro pela cidade e depois por minha esposa, Emilena) e aqui nasceu meu filho, Gustavo e é aqui em Porto União da Vitória que somos felizes.

Claudio César D'Emilio disse...

Caros, conheci PU em 1975. Fui levado pela minh namorada de então e que viria a ser a grande mulher de minha vida (temos 6 filhos e algus netos). Os pais dela moravam lá. ìamoscom frequencia. Aprendi a amar esse local/cidade. Eu e meus filhos somos paulistas. Porem, sempre que poemos vamo até PU. O lugar bom. Meu filhos adoram. Ainda temos parentes (cunhada, sobrinhos e muitos amigos.
Infelizmente há 5 anos minha eterna namorada Deus a levou. Seu legado, enre outras coisas, foi o amor a essa cidade. Abraços a todos os cidadãos dai. (Postado originalmente no Facebook)

Marcos Jackiw disse...

O Sr. Leovegildo Dalmas..
Nasceu em Erechin - RS. Veio para Sao Miguel da Serra com 14 Anos de idade, onde trabalhou na linha de moinheiro ate os anos de 1990 / 1991 , Isso por falta de plantaçao no interior e desinteresse dos agricultores a plantar ele foi obrigado a parar de exercer a sua profisao o qual foi muito triste para ele que sempre gostou de fazer isso.. Gostava muito das pessoas que vinham ao seu moinho , alegrava-os tocando violao enquanto eles esperavam ficar pronta a farinha , arroz descascado.. Seu Gildo como era conhecido casou-se com Maria Michalichem no ano de 1947 , fizeram bodas de ouro em 1997 .. Faltando 2 meses para completarem 60 anos de casado Seu Gildo Faleceu no dia 22 de outubro de 2007.. Agradeço a Adri Faerber por falar que a Dona Maria é um amor de pessoa.. sim com crtz gosta de mostrar e de falar sobre o moinho , por que tbem tem muito amor e carinho por tdo aquilo.. A saudades do seu Gildo ficara sempre em nossa memoria por que com crtz ele faz falta na vida de nossa familia mas a Mae Maria sempre esta do nosso lado com amor e carinho e tbem nos agradeçemos a ela por tudo .. aki quem escreve foi sua Filha Lindair Dalmas Jackiw e Familia .. (Postado originalmente no desafio "Você conhece esse Senhor?")

Luiz Muller disse...

Estudei nessa escola em 1982 (Escola Isolada de São José do Maratá) até outubro de 1983 . nessa época ainda os alunos falavam muito em alemão e uma das minhas professoras era muito pouco estudada e escrevia no quadro palavras erradas, trocando "p" por "b" e assim por diante, mas não posso reclamar do ensino dessa época, pois vinte anos mais tarde , em 2002, me formei arquiteto na cidade de são paulo, onde moro e exerço minha profissão até hoje, muito bom relembrar dessa fase de minha vida, tantas histórias !!!! (Postado originalmente em "Liga Pró-Língua Nacional")

Liliam disse...

Nasci em Porto União, morei em União da Vitória até 1990.
Hoje revendo as fotos da enchente de 83 revivi o horror que passamos.
Sempre que posso volto rever parentes , amigos e essa cidade maravilhosa que merece todo nosso carinho..

Davi Olbertz disse...

O rio Pintado e o Iguaçu viraram uma coisa só, só quem viveu aqueles dias sem água, sem luz, com a casa de muitos amigos embaixo d´água, ajudando de barco durante o dia e buscando donativos para as vítimas, se reunindo nas noites escuras para contar as histórias, pode ter a real noção do que foi aquilo. [Comentário postado originalmente no desafio: "Enchente de 1983]

Maria da Conceição Carvalho Gonçalves disse...

Estamos vendo as fotos postadas. Temos saudades!!! Acabamos de lembrar do França, que fazia uma pipoca de canhão como ninguém...
Fui moradora de União da Vitória de 1957 a 1965 e minha amiga Telma nasceu nesta belíssima cidade.
Esta semana, estamos juntas na
minha casa em Brasilia e recordando nossa feliz infância! Estudamos na Escola de Aplicação "José de Anchieta" e no Colégio "Túlio de França". Tenho muitas saudades!!!
[Comentário postado originalmente no desafio; "Você lembra desse lugar?"

Toninha disse...

muito massa ver essas fotos, da uma saudades de qdo morava em Porto Uniao, ou melhor da juventude q se foi neh, kkk esse ponto de ônibus eu descia ali e andava a té no Tulio ou mesmo p ir ao centro, era perto do praça do chafariz...
[Comentário postado originalmente no desafio; "Você lembra desse lugar?"]

Martha Maria Pereira Marcondes disse...

Muitas saudades de tudo isso ai, sem contar que perto deste ponto de onibus, tinha o França pipoqueiro que estourava uma pipoca de canhão como ninguém...SAUDADES...
[Comentário postado originalmente no desafio; "Você lembra desse lugar?"]

Lúcia disse...

Desci muito essa Rua Sete... Tinha um paquera que trabalhava no Bradesco hehe. Por um acaso a gente se encontrou no Orkut dia desses. Detalhe: a fase da paquera já faz uns 30 anos, depois disso a gente nunca mais tinha se visto pq eu vim embora p Fortaleza.´Foi muito engraçado a gente se rever depois desse tempo todo, a sorte é que não mudamos muito, pelo menos não fisicamente.
[Comentário postado originalmente no desafio; "Do tempo das placas amarelas..."]

Dinarte Guedes disse...

Vendo a placa no Bar Cometa nessa imagem eu lembro de quando meu Pai tinha lanchonete na Praça e, frequentemente passava ali pela frente. Isso era 1997, e lembro que o Cometa estava quase fechando, já haviam cortado o fornecimento de água e energia elétrica. Eu passava por ali e ainda via o Bar com as portas abertas e gente bebendo sua pinga lá dentro no escuro! E o pior, como não tinha água corrente o cara tinha uma bacia de água que ele lavava os copos, todos na mesma água encardida, dos corajosos que ainda frequentavam o lugar!
[Comentário postado originalmente no desafio; "Um local bem conhecido!"]

(ArpasS) disse...

bar cometa.....ir lá pelas 4 da manha tomar cuba e jogar domino(!)....saidera dos clubes aliança, concordia, gremio....bons tempos....
[Comentário postado originalmente no desafio; "Um local bem conhecido!"]

Thaisa Santini Caesar disse...

Campanha do Agasalho, todo dia 1º de maio, com o Grupo Escoteiro Iguaçu!
Saudades daquele tempo!
[Comentário postado originalmente no desafio; "Um local bem conhecido!"]

Maristela Teixeira Ribas disse...

comer dobradinha no Jacaré as cinco da manhã, depois dos bailes do Aliança, isto qdo tinha lugar para sentar...
[Comentário postado originalmente no desafio; "Um local bem conhecido!"]

Anônimo disse...

Eu lembro deste monstrengo exatamente assim. Na época eu morava no bairro São Pedro e pegávamos a lotação exatamente aí em frente. Havia uma banquinha que vendia doces. Puxa vida! Voltei ao passado mesmo.
Já não moro mais aí, nem mesmo no Sul. Estou bem distante, mas meu coração e minha lembranças ainda perambulam pela bela Porto União.
[Comentário postado originalmente no desafio; "O monstrengo"]

Anônimo disse...

O anônimo ai de cima lembrou bem da banca da D. Maria, quando criança comprava figurinhas da pantera cor de rosa e as de futebol, quando pré adolescente comprava cigarros pra fumar escondido, um pouco mais tarde so comprava meus colomy pra fechar unzinho. O tempo passa o tempo voa.
[Comentário postado originalmente no desafio; "O monstrengo"]

Thaisa Santini Caesar disse...

Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo blog! Sou de porto União mas desde agosto moro no Mato Grosso e com as fotos mato um pouquinho da saudades de "casa". Antes de mu mudar, ganhei da minha vó um relógio em perfeito estado de uso, presente do meu vô pra ela, na mesma caixa e com o certificado de garantia datado de 1968, da Ótica Iguaçu! Foi um dos melhores presentes que ganhei! Parabéns pelo blog!
[Comentário postado originalmente no desafio; "Que lugar é esse?"]

Anônimo disse...

Antes de mais nada quero parabenizar ao idealizador pelo belíssimo trabalho que vem realizando. Não nasci em Porto União, mas foi aí que passei anos explêndidos. Morei no Bairro São Pedro onde, na época chamávamos de Cohab. Gente! Que delícia de vida!!! Brincar a noite na rua, jogar bets, andar de carrinho de rolimâ naquelas descidas. Eu estudei No Germano Waggenfur ( ai, já nem lembro a grafia correta),enfim, é muito bom rever minha bela Porto União agora que estou tão taõ distante.
[Comentário postado originalmente no desafio; "Uma casa bem peculiar 2"]

Anônimo disse...

Cara, parabéns pelo teu trabalho. Espero que melhore cada vez mais. Fazem mais de 10 anos que saí daí em busca de melhores oportunidades na vida. Hoje tenho muita saudade da terrinha. Espero um dia voltar a este chão. Como dizem: Quem toma a água do Iguaçu sempre volta.

Alan Delei Cilelusinsky disse...

Amigos Dinarte e Emilena
Antes de mais nada PARABÉNS pela iniciativa!!! Muito legal mesmo!!!
Frequentemente estou acompanhando... Sou natural de Porto União nascido quase no Paraná, no antigo hospital Nazaré Fará, passei muitos momentos de minha infância no interior de Porto União Santa Cruz do Timbó e São Miguel da Serra, lugares onde hoje gosto de voltar para acampar e pescar, para matar a saudade!!! Terrinha boa onde quase não sai sol!!! Grande abraço!!! Saudações a todos os "PORTOUNIAÕENSES"!!!
Alan e Tanara!!!

Anônimo disse...

nasci em união nos idos 1952, hoje voltei para rever a cidade, com a esposa e genro que queria conhecer o lugar onde o mundo começou, pois onde quer que você esteja diz ele, há sempre alguém de uv. estudei na aplicação, no são josé e no túlio. a cidade está bastante modificada, e da pena de ver o descaso com a estação da rvpsc. para quem não sabe é a segunda estação ferroviária de todo o brasil , pois a primeira é a da luz em sp. viagem muitas vezes para casa dos avós paternos em rio azul, saíamos às 06:00h e chegávamos por volta das 11:00h. uma festa só cada viagem, é realmente bom voltar no tempo. época dos jogos estudantis da primavera no túlio de frança, os desfiles de 7 de setembro, as corridas de bicicleta do Unterstell,das lojas bandeirantes, dos jogos de futebol amador do união, são bernardo, ferroviário (o 1º campeão da taça paraná- quem lembra?, do avai, do porto vitória, etc. bons tempos que não voltam mais. poderia ficar escrevendo muito e lembrando sempre de união da vitória. a viagem de ônibus na "diligência" para cruz machado, para curitiba (5 h por estrada de chão se não chovesse), a paquera com as alunas do colégio santos anjos que as freiras iam reclamar com os freis do são josé, e por aí vai.

ZFERNANDO disse...

EM 2008 EU CONHECI UMA LINDA GAROTA MORADORA DE PORTO UNIÃO, MOTIVO AO QUAL ME LEVOU A CONHECER A CIDADE.
UMA GRAÇA DE CIDADE, VONTADE ME DEU DE MORAR POR AI, EU UM PAULISTANO.
A PAIXÃO ACABOU, ELA NÃO ME QUIZ MAIS E EU AINDA TENHO SAUDADES DA CIDADE. A MARIZA DO TELE MENSAGEM ME CONHECE, ESTIVE NA CASA DELA NA MINHA ULTIMA VIAJEM À CIDADE, O ENFERMEIRO JOSÉ DO PRONTO SOCORRO TAMBÉM, POIS CAI DE MOTO A 80KM ANTES DE UNIÃO DA VITÓRIA. UM ABRAÇO AO SEU LAURO DA COMERCIAL UNIÃO.
QUANDO DER VOLTAREI PARA RE-VISITAR MINHA CIDADEZINHA DO CORAÇÃO.

Danieli disse...

Quem lembra da gruta do Morro do Santo em Porto União, diziam que havia um tesouro escondido lá da época dos gesuitas...(com meu pai foram também: Sergio (capa), Didi, Geraldo, mas só encontrou areia movediça..kkk. Meu pai lembra da enchente de 1970 em que ele morava no bairro São Bernardo, e joga futebol pelo time de São Bernardo, o professor dele era o Sr. João casado com a Anãzinha. Ele estudou em um colégio bonito chamado PREMEM. Trabalhou em um mercado Untertel. Hoje moramos em Fpolis há mais de 30 anos...O nome do meu pai é Edson Camargo, mais conhecido como IACO.

zenovio tarachuk disse...

Estudei no Balduino Cardoso.Sao Jose e servi no 5BE. E também fui interno do juvenato São Francisco que era diretor frei Arthur Salvati.

Sergio Nilton disse...

Sérgio Nilton
Nasci União da Vitória, distrito São Cristóvão, e residi maior tempo em Porto União. Estudei Escola Aplicação José de Anchieta, Balduíno Cardoso, Marcelino Dutra, Cid Gonzaga.
Comecei trabalhando Jornal O Comércio, depois Tipografia 7 onde era editado jornal Caiçara e Traço de União, que montou sua gráfica e para lá fui até 1975, quando mudei para Curitiba.
Tive bons professores,amigos, companheiros. Quando passei pelo Jornal Traço de União, escrevia uma coluna chamada "Girando", pois diversificava assuntos vividos na época nesta amada Gêmeas do Iguaçu.
Visito várias vezes as gémeas, pois aí tenho parentes e amigos. Sinto saudades dos tempos vividos, embora tenha tido perdas importantes, 1970 mãe e 1974 pai.
Por ter trabalhado sempre nos jornais locais da época, muito li, vivenciei e conheci, que me foram muito úteis na vida que aqui tenho passado.
Um abraço a todos os conterrâneos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...